Congresso Catarinense de Obstetrícia e Ginecologia

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

Acurácia diagnóstica da ultrassonografia transvaginal no diagnóstico de endometriose profunda em pacientes submetidas a videolaparoscopia em um serviço de cirurgia ginecológica de Santa Catarina - Brasil

Introdução

A endometriose é uma condição ginecológica que afeta aproximadamente 10 a 15% das mulheres em idade fértil, com prevalência de até 90% das mulheres com dor pélvica crônica e 20 a 40% das mulheres inférteis. A suspeita diagnóstica é confirmada pela identificação da lesão por videolaparoscopia, considerado o padrão ouro. Estudos radiológicos para mapeamento de lesões endometrióticas são importantes para manejo do quadro, aconselhamento e planejamento cirúrgico. Atualmente o ultrassom transvaginal (USTV) e a ressonância magnética (RM) são os principais métodos na detecção e estadiamento. O USTV é a técnica de imagem mais acessível e difundida, devendo ser parte da avaliação inicial para pacientes com suspeita de endometriose.

Material e Método

Estudo descritivo, transversal e retrospectivo, no qual foram coletados dados secundários de prontuário eletrônico, para avaliação de acurácia diagnóstica do ultrassom transvaginal com preparo intestinal, em uma série de pacientes com suspeita de endometriose profunda submetidas à intervenção videolaparoscópica pelo serviço de cirurgia ginecológica da Maternidade Carmela Dutra em Florianópolis, Santa Catarina, no período de janeiro de 2015 a junho de 2020.

Resultados

No período analisado foram realizadas 143 videolaparoscopias por endometriose. Dessas, 49 haviam realizado no pré-operatório, pelo menos um exame ultrassonográfico transvaginal com preparo intestinal, executado pelo mesmo ultrassonografista. Após aplicação dos critérios de exclusão, foram analisados 39 casos. Ao exame ultrassonográfico, 28 pacientes apresentaram diagnóstico de endometriose profunda nas topografias avaliadas com confirmação diagnóstica à videolaparoscopia em 22 casos. A acurácia diagnóstica em nossa amostra foi de 100% para lesões em bexiga e retossigmóide, 87,1% para endometriomas ovarianos e 82,1% para acometimento de ligamento úterossacro.

Discussão e Conclusões

Consideramos valores de acurácia diagnóstica do ultrassom transvaginal com preparo intestinal, de acordo com a literatura, na detecção do acometimento de endometriose profunda na Maternidade Carmela Dutra, entre 2015 e 2020, em ligamento úterossacro e endometriomas, apresentando tendência a superioridade em retossigmóide e bexiga.

Palavras Chave

Endometriose; Ultrassonografia; Diagnóstico por Imagem; Técnicas de Diagnóstico Obstétrico e Ginecológico; Laparoscopia

Arquivos

Área

Ginecologia

Autores

HELENA GONDIN MAY VIEIRA, RODRIGO DE DON BRAGA, MARCELO PEDRASSANI, ESDRAS CAMARGOS